No dia 16 de fevereiro de 2022, o assessor Pablo Chaves,  do gabinete do Vereador Prof. André Luis, realizou vistoria na Avenida Ernesto Geisel entre as ruas da Abolição e José Paes de Farias, bairro Amambai, Campo Grande – MS, 79005-471.

. Em visita ao local, podemos observar que, uma obra de contenção foi realizada em apenas um lado do córrego que corta a Avenida Ernesto Geisel, sendo o sentido centro-bairro e, o lado sentido bairro-centro onde não fora realizada obras está em situação crítica, principalmente em relação ao desmoronamento do barranco, (Fotos 1, 2, 3 e 4)

Em frente ao nº 1.266, o desmoronamento da encosta no sentido bairro-centro está chegando na pista de rolamento da avenida, colocando em risco os motoristas que passam pela pista da esquerda. (Fotos 5 e 6)

Continuando a fiscalização chegamos próximo ao numeral 1.488, sendo que moradores relataram que, existem moradores de rua construindo “barracos” na encosta do barranco, e que esses mesmos moradores de rua, recebem dinheiro da vizinhança próxima para despejar lixo na beirada do córrego. (Fotos 7 e 8)

Percebemos ainda que, o acúmulo de lixo na beira da pista é um problema que se estende por um longo trecho da avenida, inclusive há lugares em que o lixo descartado invade a pista de rolamento dos veículos (Fotos 9 e 10).

Outro óbice é que se pode observar que há acúmulo de restos de galhos de árvores, restos de materiais de construção, causando desconforto nos comerciantes locais. (Foto 11).

É importante salientar que as obras no local estão paradas, e que a população está insatisfeita com o uso do dinheiro público, pois conforme relatado por cidadãos, não vêem o dinheiro público ser utilizado em prol da melhoria de nossa cidade e principalmente, as condições da avenida atrapalham o comércio local, pois as vias públicas em condições precárias com o acúmulo de lixo e invasão de moradores de rua, causam insegurança para os comerciantes e a população em geral, tirando a atratividade do local.

Por óbvio, que todos os transtornos causados não são decorrentes de culpa exclusiva da administração pública, mas também em razão de uma população que carece de orientações. Assim, seria ideal que políticas públicas voltadas à educação ambiental sejam implementadas no nosso município, principalmente em áreas próximas a rios, córregos e matas, a fim de se evitar que referidas regiões sofram ainda mais com a poluição causada de forma direta e intencional pelo homem.

É o relatório.

Campo Grande – MS, 16 de fevereiro de 2022.

GABINETE VEREADOR PROF. ANDRÉ LUIS

Inscreva-se para receber as últimas novidades

Fique por dentro da rotina do gabinete e receba informações sobre ações sociais, utilidade pública, campanhas, etc.

    Como prefere ser chamado(a)? (necessário)

    Qual o seu email? (necessário)

    Qual o seu telefone? (melhor se for WhatsApp)

    Veja a nossa Política de Privacidade aqui.